Arquivo para novembro, 2009

AFF

Posted in Não categorizado on 30 de novembro de 2009 by waleskapink
 
AFF!!!
 
 
 
NINGUÉM MERECE!!!
Anúncios

FUI ALI

Posted in Não categorizado on 27 de novembro de 2009 by waleskapink

PRA DESCONTRAIR O DIA PESADÃO

Posted in Piadas on 23 de novembro de 2009 by waleskapink
DIFERENÇA ENTRE 54 E 18

Um professor de matemática envia para sua esposa um fax com a seguinte mensagem:
 
‘Amor, quando casamos, há quase 20 anos, fizemos um pacto de que se algum de nós viesse a ‘pular a cerca’ avisaria imediatamente ao outro.
 
Sei que compreendes que agora você tens 54 anos, e que eu tenho certas necessidades que já não podes satisfazer tão intensamente.
 
Sou feliz contigo, e quero tê-lá sempre como minha esposa e, sinceramente espero que não te sintas magoada ou desmerecida ao saber que, quando estiveres lendo este fax, estarei no Big Dick Motel com minha secretária,
que tem 18 anos.
 
Mas não te preocupes, amor, que chegarei em casa antes da meia-noite.’
 
Quando o cara chega em casa, vindo do motel, encontra a seguinte carta da esposa:
 
‘Amor, obrigada pelo aviso. Com ele dei-me conta de que também já tens 54 anos e todas as limitações naturais nesta idade.
 
Aproveito a oportunidade para te comunicar que, quando estiveres lendo esta carta, estarei no Motel Happy Dust com meu professor de tênis, que também tem 18 anos.

Como és um matemático, poderás compreender facilmente que estamos nas mesmas circunstâncias, mas com uma pequena diferença:

18 entra mais vezes em 54, do que 54 em 18…

 
Portanto, não me espere, porque só vou chegar amanhã!
 

PREFIRO TODDY

Posted in Não categorizado on 22 de novembro de 2009 by waleskapink

 

PAIXÕES

Posted in Não categorizado on 21 de novembro de 2009 by waleskapink
 
 
diario-da-nossa-paixao.jpg
 
 
 
"As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveria viagens nem aventuras nem novas descobertas." 
 
 Voltaire

É TÃO FÁCIL ENCANTAR…

Posted in Não categorizado on 20 de novembro de 2009 by waleskapink
Principalmente quando é quase só de encantamento que a vida precisa.
Uma mulher sensível precisa de muito pouco pra manter-se apaixonada. Bastam “coisas” bem simples , talvez ,carinho, conversa, preocupação , atenção sincera ou o que a criatividade mandar, isto é bem próprio de cada uma, precisa tato pra decifrar. Juntar tudo , acordar a magia do desejo e todo o restante acontece.

Simples, arrepiar corpo e alma concomitantemente.
Oferecer beijo na boca? É claro que é muito bom.(Se tem alguém quem não gosta levanta a mão.)
Mas… o que faz a grande diferença, é a maneira ímpar que um homem nos faz sentir e se diferencia da multidão , não encorpando a imensa massa dos iguais.
Algumas “obviedades” que oferecem, não são suficientes para manter o grau de calor que necessita o encantamento.
Mulheres foram projetadas pra serem guerreiras sim, mas também pra ganhar colo, sem precisar pedir, pra jogar conversa fora, um oi, “To pensando em ti”, essas bobagenzinhas que fazem tão bem a alma.
Guerreiras também precisam ser recarregadas.

Enfim, se fosse pra descrever a receita , certamente ela não atingiria a cura, a eficácia do remédio está na magia e no mistério da fórmula.
É tão fácil encantar!
Difícil é detectar se este é realmente o desejo.

SEM RESPOSTA

Posted in Não categorizado on 19 de novembro de 2009 by waleskapink
Se eu me reconheço?

Olha… depende e muito em que balcão o cidadão faz esta pergunta…
Tem áreas super bem reconhecidas.

Talvez a pergunta tivesse que ser formulada diferente:
Onde tu te reconheces?

Me reconheço nos feriados de sol,na bondade, nas pessoas que acreditam no que fazem, eu me reconheço no sorriso das crianças e dos adultos, me reconheço na música, (até no batuque que ouço agora no barzinho ao lado)
Me reconheço em ideologias que não são permanentes mas dependem de convencimento para mudar…
Me reconheço na ansiedade, na vontade de ver as coisas acontecendo…
Me reconheço nas mulheres trabalhadoras e guerreiras que em jornadas duplas constróem suas histórias de vida.
Me reconheço em poesia, em doçura em gritos em prol de oprimidos…
Me reconheço na maternidade,( amo ser mãe) no batom na boca, no salto alto…
Me reconheço na alegria, na vontade de conhecer lugares, pessoas…
Daria uma tese e escrita pra uma noite inteira,nossa eu me reconheço em tanta coisa.

Mas confesso por aqui nem tudo é reconhecimento, tem alguns setores nos quais além de não reconhecer não compreendo,não sei bem como lidar e fico assim… sem resposta.